expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Feijão Branco da Nonna

Ingredientes:

- 250 g de feijão branco

- sal marinho ou do Himalia a gosto

- cheiro verde a gosto

- 01 colher (sopa) de alecrim fresco

- 01 colher (sopa) de vinagre

- 02 colheres (sopa) de azeite de oliva

- 01 cebola roxa média

Modo de fazer:

- Coloque o feijão branco de molho na água com a colher de sopa de vinagre e deixe, no mínimo, por 12 horas.

- Coe, lave bem os feijões e cozinhe na panela de pressão com água até cobrir bem e sal a gosto.

- Deixe cozinhar até que estejam macios (uns 20 minutos)

- Refogue a cebola bem picada no azeite de oliva.

- Acrescente o alecrim fresco e os feijões (coloque um pouco de caldo também)

- Deixe ferver por uns 05 minutos, misturando sempre para que todo o feijão pegue o gosto do tempero. 

- Prove o sal, acrescente pimenta e cheiro verde a gosto.

Bom apetite!

Suflê de mandioquinha


Ingredientes

- 1/2 kg de mandioquinha

- 03 colheres (sopa) de farinha de trigo

- 03 colheres (sopa) de manteiga sem sal

- 01 xícara (chá) de leite

- queijo parmesão para polvilhar

- 01 cebola roxa refogada

- 03 gemas

- 03 claras batidas em neve

- sal marinho ou do Himalaia a gosto

- pimenta a gosto

- cheiro verde a gosto

Modo de fazer:

- Cozinhe as mandioquinhas no forno ( lave as mandioquinhas, enxugue e coloque-as sobre uma forma; cubra com papel alumínio e leve ao forno médio, deixando até que, espetando com um garfo ou faca elas estejam macias)

- Passe-as, ainda quentes, pelo espremedor de batatas

- Na panela que refogou a cebola picada com  a manteiga, e depois que estiver fria, acrescente a farinha de trigo. Misture bem.

- Adicione o leite e bata até ficar uma mistura homogênea. Junte as gemas e bata novamente.

- Acrescente sal e pimenta a gosto e leve ao fogo médio, mexendo sempre até virar um creme bem grosso.

- Junte esta mistura na mandioquinha, misture bem e acrescente as claras batidas em neve e o cheiro verde picado, misturando delicadamente.

- Coloque a mistura numa forma que possa ir ao forno, untada com manteiga.

- Leve ao forno pré aquecido em temperatura alta e deixe até que esteja começando a dourar.

- Abra o forno quado estiver dourando e polvilhe queijo parmesão ralado a gosto.

- Leve ao forno novamente e deixe até que esteja bem dourado por cima.


- Sirva imediatamente

Bom apetite!

sábado, 26 de agosto de 2017

Torta Simples de Maracujá


Ingredientes da massa:

- 01 xícara (chá) de farinha de trigo

- 01 ovo batido

- 01 colher (sopa) de açúcar demerara

- 01 colher (sopa) de fermento em pó

- 100 g. de manteiga sem sal

Modo de fazer:

- Misture todos os ingredientes até que a massa solte das mãos.

- Caso seja necessário, adicione mais farinha.

- Abra a massa com um rolo, coloque a massa numa forma refratária, fazendo as lateriais também.

- Fure as laterais e o fundo da massa com um garfo, delicadamente.

- Leve ao forno médio para assar até que esteja dourada nas bordas.

Recheio de Maracujá

Ingredientes:

- 03 maracujás grandes, maduros

- 01 lata de leite condensado

Modo de fazer:

- Misture bem a polpa dos maracujás com o leite condensado.

Montagem:

- Espere a massa esfriar e despeje a mistura de maracujá.

- Pegue a polpa de 01 maracujá e espalhe sobre o recheio.

Bom apetite!



Sopa de Feijão Branco



Ingredientes:

- 1/2 kg de feijão branco

- 01 talo de erva doce picado

- 01 batata doce grande picada

- 01 cebola grande picada

- 02 dentes de alho picado

- azeite de oliva a gosto

- cheiro verde a gosto

- sal marinho ou do Himalaia a gosto

Modo de fazer:

- Coloque o feijão branco de molho em água com 01 colher (sopa) de vinagre por, no mínimo 12 horas.

- Escorra a água e lave bem.

- Em uma panela de pressão, cozinhe o feijão por 20 minutos na pressão.

- Refogue o alho e a cebola no azeite.

- Acrescente a batata doce picada e a erva doce e deixe refogando até que esteja começando a ficar macio.

- Misture o refogado com o feijão, acrescente água o suficiente para cobrir tudo (caso esteja faltando), junte o cheiro verde, prove o sal e feche a panela novamente deixando na pressão por mais 15 minutos.

- Abra a panela, passe a sopa pelo liquidificador e sirva bem quente.

Bom apetite! 

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Sopa de Mandioquinha com Queijo Branco

Ingredientes:

- 01 kg de mandioquinha

- 02 cebolas

- queijo branco a gosto (eu coloco 01 queijo médio inteiro)

- 02 colheres (sopa) de azeite de oliva

- sal marinho ou do Himalaia a gosto

Modo de fazer:

- Pique  cebola e coloque no fogo baixo junto com o azeite.

- Quando a cebola estiver macia, acrescente a mandioquinha cortada em pedaços (lave bem e não retire a casca)

- Deixe a mandioquinha dourando um pouco.

- Acrescente água até cobrir tudo e com mais 02 dedos

- Acrescente sal a gosto

- Deixe ferver até que a mandioquinha esteja bem macia.

- Retire do fogo e bata a sopa com o mix ou no liquidificador.

- Coloque no pirex que irá servir, acrescente o queijo branco cortado em quadradinhos médios, misture bem e sirva imediatamente.

- Caso queira, acrescente croutons.

Bom apetite!

Croutons

Ingredientes:

- 02 pães amanhecidos cortados em pequenos pedaços e torrados

- 03 colheres (sopa) de manteiga sem sal

- 01 dente de alho picado

- orégano, salsinha, manjericão picado a gosto

- sal marinho ou do Himalaia a gosto

Modo de fazer:

- Derreta a manteiga em fogo baixo e acrescente o dente de alho.

- Acrescente o pão picado, o sal e as ervas

- Misture enquanto está no fogo até que todos os pedaços fiquem com um pouco da manteiga.

- Caso queira, acrescente um fio de azeite junto com a manteiga.

Utilize em sopas ou saladas.

Bom apetite!

domingo, 20 de agosto de 2017

Pavê de Morango com Chocolate


Ingredientes

- 01 caixa de morangos

- 01 receita de creme

- chantili a gosto (eu compro um de caixinha que chama 'bate chantili', mas pode comprar pronto)

- bolacha tipo champanhe

- 02 xícaras (chá) de leite frio

Creme

Ingredientes:

- 01 lata de leite condensado

- 01 caixinha de creme de leite

- 03 colheres (sopa) de amido de milho

- 02 medidas da lata de leite condensado  de leite

- sementes de cardamomo

- essência de baunilha a gosto

- 200 g de chocolate ao leite

- 02 colheres (sopa) de caramelo salgado

Modo de fazer:

- Misture o leite condensado com o amido de milho em um recipiente de vidro grande.

- Acrescente o leite, a baunilha e as sementes de cardamomo

- Leve ao micro ondas e coloque em temperatura alta por 04 minutos.

- Misture e leve novamente por mais 04 minutos. Repita a operação até que tenha fervido bem e ficado com textura de creme.

- Acrescente o creme de leite. Misture bem.

- Separe 1/3 do creme em uma vasilha.

- Com os 2/3 que sobraram, adicione o chocolate picado e o caramelo salgado.

- Misture até que o chocolate esteja derretido

Montagem

- Eu monto a sobremesa de duas formas: individual ou coletiva.

Individual:

- Pegue uma taça e coloque uma colher pequena do creme branco

- Pegue a bolacha, passe no leite, corte em pedaços e espalhe o biscoito na taça.

- Espalhe morango picado sobre as bolachas, deixando que caiam aleatoriamente

- Coloque o creme de chocolate até cobrir a bolacha picada

- Dê batidinhas com a mão para que o creme desça e tome conta de todos os espaços na taça.

- Enfeite com chantili batido da forma que preferir.

- Enfeite com um pedaço de bolacha e um morango

- Leve à geladeira por, no mínimo 02 horas antes de servir.


Coletivo:

- Em um pirex transparente e alto, espalhe um pouco de creme branco

- Disponha as bolachas passadas no leite até cobrir o fundo

- Coloque mais creme branco até que cubra todas as bolachas

- Faça outra camada de bolacha passada no leite

- Coloque uma camada do creme com chocolate

- Fatie os morangos (lavados e secos) e espalhe-os sobre o creme com chocolate

- Coloque outra camada de bolacha passada no leite

- Cubra com mais creme com chocolate

- Enfeite com o chantili batido

- Decore como preferir e leve à geladeira por, no mínim 04 horas antes de servir


Bom apetite!





Kefir


É uma colônia de micro-organismos que fazem bem para a saúde. A aparência é semelhante a de leite coalhado e o sabor lembra um iogurte, só que um pouco mais ácido.
O alimento é classificado como simbiótico, ou seja, uma mistura de probióticos e prebióticos. Isso significa que ele tem micro-organismos que eliminam as bactérias ruins do intestino e previnem doenças (probióticos) e fibras que estimulam a reprodução dos bacilos benéficos (prebióticos).
A bebida contém altos níveis de vitamina B12, cálcio, magnésio, vitamina K2, biotina, folato, enzimas e probióticos. Como o Kefir não tem um conteúdo nutricional padronizado, os valores de conteúdo podem variar com base no leite do qual é feito. No entanto, mesmo com variação na gama de valores, trata-se de um alimento extremamente nutritivo.
De origem de partes da Europa do Leste e Sudoeste da Ásia, o nome é derivado da palavra turca Keyif, que significa "sentir-se bem" depois de comer.
Versões sem leite de Kefir podem ser feitas com água de coco, leite de coco e outros líquidos doces (inclusive água com açúcar mascavo). Estes não possuem os componentes como o Kefir a base de produtos lácteos.
Um dos aspectos mais interessantes desse alimento que faz muito bem para a saúde é que ele não é vendido, mas sim compartilhado. Funciona assim: alguém lhe dá alguns grãos e você os cultiva. Em ambiente adequado - substratos de açúcares e proteínas, como leite - ele se prolifera, fermenta e chega à composição ideal para consumo, sem nunca chegar a um fim.
Há dois tipos. Eles são classificados quanto ao ambiente propício para sua proliferação e fermentação:

Kefir de água
Esse tipo se alimenta de água mineral ou água de coco com açúcar mascavo ou açúcar demerara. É ideal para alérgicos e intolerantes à lactose.
Kefir de leite
Como o próprio nome diz, o Kefir de leite precisa da bebida láctea de origem bovina ou de cabra. Também pode ser usado iogurte, leite de soja ou leite de coco.

Para que serve o Kefir?
O intestino é habitado por bactérias boas e ruins. Quando há desequilíbrio e o número de micro-organismos ruins prevalece, a saúde sofre.
“O intestino é chamado de segundo cérebro pois é um dos órgãos mais importantes do corpo. Entre suas funções importantes está, por exemplo, a produção de células do sistema imunológico. Ou seja, ele sempre precisa estar regulado para que a saúde seja boa".
Um dos grandes benefícios do Kefir é justamente a melhora da flora intestinal, ou seja, a recolonização de bactérias boas no intestino. Chamadas de gram-positivas, elas liberam uma substância chamada bacteriocina que elimina os micro-organismos ruins.
Com isso, o sistema é reequilibrado, a imunidade ganha força, a função intestinal melhora e as doenças não surgem com tanta facilidade.
Você sabia que mais de 75% do seu sistema imunológico está alojado no seu sistema digestivo?
Essencialmente, trilhões e trilhões de “boas” bactérias e fungos que vivem no seu intestino são responsáveis por matar os “maus” micro organismos, e isso mantém você vivo e com saúde.
Então, o que acontece quando você toma antibióticos de maneira errada?
Você literalmente está matando as bactérias boas do seu organismo e possibilitando que as bactérias ruins se proliferem. Isso, por sua vez, perturba a simbiose (equilíbrio) de sua microbiota que levará a problemas digestivos e reações imunes 

Alguns outros benefícios do Kefir:
Problemas estomacais
O Kefir ajuda a reduzir a acidez estomacal em excesso, sendo portanto, um ótimo alimento para pessoas com problemas de gastrite, úlcera e refluxo, entre outros.

Problemas hepáticos
Tem uma importante função referente ao controle de produção da bílis pelo fígado, como também, é indicado como coadjuvante nos casos de hepatite.

Problemas intestinais

Suas leveduras, bactérias amigas e lactobacilos ajudam a enfrentar e suavizar as crises de colite em suas diversas formas, como também outras patologias relacionadas ao cólon, e ao ataque às bactérias nocivas presentes no intestino. Sendo também um aliado no combate à diarreia, constipação intestinal, e inflamações.

Problemas articulares
A presença do cálcio na composição do kefir ajuda no combate a osteopenia, osteoporose e reumatismo.

Problemas respiratórios

Mais uma propriedade importante do dele está ligada à melhora nas crises de asma, bronquite e tuberculose.

Fortalecimento do sistema imunológico
As alergias, candidíase e outras doenças oportunistas relacionadas ao sistema imunológico em desequilíbrio serão beneficiadas pelo uso dele.

Problemas emocionais
A presença do triptofano estimula o cérebro na produção de endorfinas e serotonina, ajudando nos casos de depressão e ansiedade.

Problemas dermatológicos
O Kefir ajuda a manter a pele, cabelo e unhas saudáveis.
Problemas circulatórios
Estimula a circulação, favorecendo o bom funcionamento do coração, regulando a pressão arterial e ajudando no combate ao colesterol ruim.

Benefícios musculares
Rico em proteínas, que são os agentes fundamentais na construção muscular, também ajuda a potencializar a absorção de glicose pelas células musculares, o que promove grande ajuda no rendimento físico.
Ajuda a emagrecer
É um aliado importante no combate aos quilos adicionais. 

Obviamente, nenhuma dessas propriedades exclui o tratamento médico convencional. O Kefir poderá ser utilizado em conjunto aos medicamentos, desde que não haja nenhum tipo de contraindicação médica.

Sendo um regenerador da flora bacteriana, ajuda na digestão, facilitando a metabolização das gorduras, como também, a eliminação de toxinas.
  • É rico em proteínas, que favorecem a aceleração do metabolismo.
  • Alimenta e tem baixo teor calórico.
  • Aumenta os fluídos corporais, ajudando a depurar gorduras e toxinas.

Como cuidar do seu Kefir

Depois que ganhar o seu Kefir, prepae-se para cuidar muito bem dele. Não dá muito trabalho, é rápido e muito simples continuar tendo este produto.

A quantidade de grãonecessário é mais ou menos a de 01 colher (sopa) de grãos para cada meio litro de leite. Não utilize leite gelado. Ele deve estar em temperatura ambiente ou amornadoquando muito frio.
Coloque os grãos em um vidro juntamente com o leite (não encha o vidro até a boca, deixe um espaço sem nada no vidro).
Cubra o vidro com um pano (não pode tampar) e coloque-o em um lugar que não vá ficar mexendo muito e que seja escuro (eu coloco dentro do meu armário na cozinha).

Deixe á por 24 até 36 horas. Depois deste tempo, gite o virdro ou minture com uma colher de pau (nunca use metal no seu Kefir) e coe num coador de plástic (também não pode ser de metal). 

Este coado já está pronto para o consumo. O Kefir que está no coador deve ser lavado abundantemente em água corrente para que todo o leite seja retirado. Algumas pessoas não lavam seu Kefir todos os dias, eu lavo, mas é opcional.

Repita a operação e terá Kefir para sempre. Guarde seu Kefir na gladeira e vá consumindo até que o outro esteja pronto.

Qando ele estiver com uma colonia grande você deverá separar e doar para alguém, assim, esta fonte tão rica beneficiará outras pessoas.

Algumas dicas:

- Utilize leite fresco

- Não armazene os grãos sem leite para que não morram. (Eu congelo quando não tenho para quem doar)

- Quanto mais tempo ficarem fermentando, menos lactose ele terá.

- Não utilize nenhum utensílio metálico.

Qual a melhor temperatura?

A temperatura ambiente é um dos fatores determinantes em relação ao tempo que devemos cultivá-lo. quanto mais frio, maior o tempo necessário para sua fermentação.
Se, em 03 dias a fermentação não chegou no ponto desejado, descarte o leite, lave-o e refaça a operação.
Você pode utilizar leite integral, semi desnatado ou desnatado.

Qual o consumo diário ideal?

Não há restrições. Use seu bom senso. Porém, sua ingestão em demasia poderá provocar dores estomacais, abdominais e diarréia.
Até o momento não existe contra indicações para seu consumo, a não ser para pessoas com alergia severa à lactose ou aquela que sentir desconforto ao ingerir.

Podemos comer os grãos de Kefir?

Não é comum, porém, os grãos podem ser ingeridos caso o paladar lhe agrade.

APROVEITE TANTOS BENEFÍCIOS, O KEFIR TEM VÁRIOS USOS E SÓ FAZ BEM À NOSSA SAÚDE.

Bom apetite!



 

Patê de Kefir com Aceto Balsâmico Trufado

Ingredientes:

- Kefir na quantidade desejada

- Aceto balsâmico trufado reduzido (eu compro o já reduzido, parece um creme)

- Azeite de oliva

- Sal marinho ou do Himalaia a gosto

Modo de fazer:

- Coe o seu Kefir.

- Coloque-o em um pano e deixe que saia todo o soro (eu coloco em um lenço fino dentro de um recipiente com espaço em baixo para que o soro cais e deixo por, no mínimo, 12 horas).

- Passe a massa que formou para uma vasilha de vidro e tempere com o aceto, sal e azeite a gosto.

- Você pode colocar os temperos que preferir além destes. Use sua imaginação e paladar.

- Fica uma delícia para passar em torradas ou no pão.

É um excelente substituto da manteiga ou margarina.

Bom apetite!

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Flor de Sal


A Flor de Sal é muito utilizada na alta gastronomia pelos chefes de cozinha de todos os países.

É a camada fina de cristais que se forma na superfície das salinas; não é refinado, ou seja, não passa por nenhum tipo de tratamento químico, portanto não perde suas características naturais e únicas.

O produto geralmente é obtido por evaporação solar da água do mar, colhido de maneira artesanal e in natura preservando os mais de 80 minerais e oligoelementos da água do mar, além de apresentar teores de sódio mais baixos e teores de potássio mais elevados comparados ao sal de cozinha comum.

Seus principais componentes são o Cloreto de sódio, cloreto de potássio, iodo natural, magnésio, cálcio, ferro, cobre e manganês. Mas podem haver diferenças dependendo de onde e como a Flor de Sal foi extraída.

Ela é retirada artesanalmente, com uma especie de rodo, uma fina camada depositada na parte superior das salinas, coletando o que é chamado de flor de sal. Este processo único resulta numa estrutura frágil e em formato de cristal piramidal que afirmam ter um sabor inigualável mais suave do que o sal de cozinha comum.


Dependendo da região onde a flor do sal é extraída, possuirá diferentes compostos e minerais.

Como utilizar este precioso sal?

Como este tipo de sal possui um tamanho e formato estrutural únicos, é preferível não utilizá-lo durante os processos de cocção dos alimentos, pois ao dissolvê-lo no calor perderá essas características únicas e perderá parte do aspecto de seu sabor, exceto suas característica minerais e o alto custo desperdiçado.
A flor de sal deve ser utilizada ao final, quando o prato estiver finalizado e pronto para ser servido; salpique pequenas porções da flor do sal sobre os pratos e sirva em seguida. Desta forma você estará amplificando e potencializando o sabor dos alimentos, dando um toque especial e refinado, que deixará seu prato inesquecível para quem nunca havia provado esta iguaria.
Esse tipo de sal pode ter diversas colorações formadas por minerais ou algas típicas de cada região em que a flor de sal é retirada. 
Normalmente contém compostos que não estão presentes em outros tipos de sal utilizados na culinária, o que, em tese, também proporcionam o sabor único específico da flor do sal de cada região do mundo.